• Portugues
  • English

Com menor parcela do orçamento para Saúde, RJ tem segundo maior investimento per capta na área

O Estado do Rio de Janeiro foi o que investiu menor percentual de seu orçamento para a saúde pública. Segundo a Pesquisa de Informações Básicas Estaduais (Estadic) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado utilizou apenas 7,3% de seu Produto Interno Bruto (PIB) para o setor, o equivalente a cerca de R$ 5 bilhões. No final da lista também estão Mato Grosso do Sul com 8,7% (R$ 934.138.900,00), e paraná com 9% (R$ 3.434.311.070,00).

Por outro lado, um dos direitos básicos do cidadão, a saúde recebe maior destaque no orçamento de Tocantins (16,9%, ou pouco mais de R$ 1.335.040.061,00), Minas Gerais (16,3%, que equivale a R$ 5.754.836.535,54) e Pernambuco (16,2%, aproximadamente R$ 5.037.833.805,38).

Mesmo com o baixo percentual investido, o Rio de Janeiro, – que tem o segundo maior PIB do país – consegue direcionar números absolutos maiores que outras regiões no topo da lista. É o segundo Estado com melhor investimento per capita: R$ 320,70 por cidadão, atrás apenas do Distrito Federal, com R$ 924,14 por habitante. O menor gasto per capita foi do Maranhão, com R$ 213,90 – o investimento total foi de 11,1% do orçamento.

O percentual mínimo determinado pela legislação brasileira para investimento em Saúde é de 12%. No entanto, segundo o IBGE, não é possível afirmar que algumas unidades federativas estejam descumprindo a lei. É possível que outros valores complementares estejam diluídos em orçamentos de outras secretarias, uma vez que não os valores não foram detalhados.

da equipe WBB